Harley-Davidson Fat Boy: rolamentos, alforges e comando avançado


Depois de quase duas semanas, enfim o perrengue do rolamento quebrado foi resolvido – ou pelo menos é o que espero. Conversando com outros proprietários de Harley-Davidson, descobri que esse mal não assola somente as Softails, uma vez que os rolamentos de várias Sportsters e Dynas também entregaram os pontos antes dos 15 mil quilômetros.

As hipóteses levantadas para o problema são muitas – subdimensionamento, má qualidade, vedação imperfeita – e é difícil atestar o que realmente está causando essas quebras em massa; o certo é que, pelo menos no meu caso, o rolamento se desintegrou sem aviso prévio. É possível que ele já estivesse comprometido e o pneu traseiro furado tenha sido a gota d’água, mas nestes 20 anos de motociclismo eu obviamente já furei outros pneus e nunca tinha passado por situação semelhante.

Seja como for, fica a sugestão aos proprietários de H-D (especialmente dos modelos 2008, aparentemente os mais problemáticos): redobrem a atenção. Uma boa forma de descobrir se o rolamento está no fim da vida é observar se ele está gerando, durante a pilotagem, um ruído anormal (até mesmo durante o estacionamento na garagem, com o motor desligado, é possível ouvi-lo “roncando”). Em caso de dúvida, vale a pena investir menos de R$ 80, substituir todos os 4 e dormir tranquilo.

Rolamento Fat Boy

Cubo Fat Boy

Para não compartilhar apenas más notícias, aproveito o ensejo para recomendar dois profissionais: o Nando, da Seven Custom Cycles, que está sempre à disposição para esclarecer as dúvidas, orientar e discutir a melhor forma de entregar o produto aqui no Brasil, e o Éder, da Rosa Negra Alforjes, que – entre outras coisas – me entregou as malas instaladas na moto.

Apesar da substituição das plataformas que originalmente equipam a Fat Boy não ser um consenso (alguns proprietários fazem o caminho inverso, substituindo pedaleiras por plataformas em suas motos), eu fiquei bastante satisfeito com o resultado: a posição de pilotagem ficou perfeita, as pedaleiras não raspam no chão com facilidade e o engate das marchas não foi prejudicado. Ainda há um acessório que avança mais as pedaleiras, mas o filtro de ar certamente atrapalharia o uso do pedal do freio.

No caso das malas laterais, a mesma falta de consenso – há quem ache que embeleza a moto e há quem não as utilize nem sob tortura – permeia as discussões; de meu gosto, a moto sem muitos acessórios fica mais bonita, mas não posso nem pensar em viajar algumas centenas de quilômetros com uma mochila nas costas. Minhas duas únicas preocupações foram resolvidas plenamente: os parafusos do sissy bar destacável serviram para fixar os alforges e o seu interior se manteve seco mesmo sob uma chuva torrencial.

Comando avançado Fat Boy - Lado direito

Comando avançado Fat Boy - Lado esquerdo

Alforge Fat Boy - Exterior

Alforge Fat Boy - Interior

Próximos passos: Power Commander, radiador de óleo e para-lama traseiro.

    REDES:  

  • rss
  • youtube
  •  
  • PESQUISAR NOS ARQUIVOS: