Viaduto 13, o filme


Rota: Porto Alegre / Lajeado / Encantado / Muçum / Encantado / Lajeado / Porto Alegre

Distância percorrida: 350 km

Em março de 2012, navegando em sites de aventura, descobri por acaso o Viaduto do Exército, 13º viaduto – a contar da cidade Muçum (RS) – da EF-491. No artigo que escrevi na época, estão várias fotos que dão uma boa ideia da grandeza do lugar; o que faltou, e agora volto ao assunto por este motivo, foi documentar os 15 quilômetros de chão batido às margens do rio Guaporé entre a RS-129 e o viaduto 13.

Além das imagens da estrada, imaginei que poderia descer uma câmera amarrada a um fio de náilon (inventando a vara de pescar de selfie, potencial substituta do pau de selfie), mas na prática o vento lá em cima criou uma grande instabilidade na câmera e as imagens gravadas ficaram impossíveis de assistir. Mesmo sem esse ponto de vista do lugar, os demais registros foram suficientes para criar um vídeo que complementa o artigo de 2012.

A motocada serviu também para testar um pouco mais a navegação com mapas OpenStreetMap no Garmin 60 CSx: foram cerca de 350 quilômetros percorridos entre ruas, estradas federais, estaduais e vicinais sem problema algum. Testei também o aplicativo OsmAnd em várias situações e até agora a experiência tem sido positiva: para quem precisa de navegação off-line no celular/tablet e mapas sem custo no GPS, recomendo fortemente o teste.

Troca de óleo da BMW F 800 GS (31.500 km)


O ano de 2014 passou voando e me pegou com as calças na mão: sem uma viagem grande, rodei pouco com a GS e não cheguei nem perto dos 5.000 quilômetros desde a última troca de óleo. Acostumado a executar as trocas apenas pela quilometragem, não me dei conta que estava utilizando o mesmo óleo há 9 meses (o recomendado pelos fabricantes é, via de regra, 6 meses) e o uso essencialmente urbano desde a última troca certamente degradou o lubrificante mais do que o normal.

No dia em que me dei conta do esquecimento, aproveitei o motor quente ao chegar em casa depois do trabalho para fazer a troca. Visualmente, o que é muito pouco, não me pareceu que o óleo usado tivesse algum problema (provavelmente a validade ainda estava dentro da margem de segurança); testando a viscosidade com os dedos, o que também não é nada técnico, tudo aparentava estar dentro da normalidade. Óleo trocado, nível testado, tudo na mais santa paz novamente.

Vira e mexe, nos papos de mesa de bar, surge a questão do aperto do filtro do óleo: é só apertar com a mão? Aperta com a chave? Quanto? O filtro da K&N vem com a especificação impressa no corpo e encerra a discussão: 7/8 de volta depois da borracha de vedação tocar o cárter (ou 2~2,4 kgf/m); já na caixa do Athena, a instrução é para apertar 3/4 de volta.

Conforme eu havia escrito em agosto de 2013, guardei os filtros usados para, com um de cada fabricante que já usei, abrir um por um e verificar se são construídos de maneira semelhante. Com pequenas diferenças (da esquerda para a direita: Athena, K&N e o da concessionária), todos os três possuem a válvula de by-pass, minha maior curiosidade, e demandaram o mesmo esforço para a serra romper a carcaça – o que, grosso modo, indica uma resistência semelhante à pressão.

Filtros de óleo

Filtros de óleo

Filtros de óleo

O filtro colocado pela concessionária difere ligeiramente dos outros dois: ele possui uma tela na válvula (talvez para que, com o elemento filtrante sujo a ponto de bloquear a passagem de óleo e a consequente abertura da válvula de by-pass, a tela impeça a passagem de resíduos maiores), uma mola nitidamente mais resistente na válvula, uma fita ao redor do elemento filtrante e não possui a borracha de vedação que o Athena e o K&N possuem entre a carcaça e o filtro.

Sendo os três filtros compatíveis com a F 800 GS, era de se esperar que todos contivessem os mecanismos necessários para lubrificar com segurança as partes móveis do motor, mas este editor acredita que o seguro morreu de velho e gosta de conferir tudo duas vezes. Cachorro mordido de cobra tem medo de linguiça.

    REDES:  

  • rss
  • youtube
  •  
  • PESQUISAR NOS ARQUIVOS: