Finalmente o Cânion Fortaleza


Por algum motivo inexplicável, estive várias vezes nos Aparados da Serra (a mais recente em abril do ano passado) sem nunca ter dedicado um tempo ao Cânion Fortaleza, irmão menos famoso – e tão ou mais bonito – do Cânion do Itaimbezinho. Neste final de semana, antes tarde do que mais tarde ainda, pude fotografar as belezas do lugar.

Espalhado ao longo de quase 8 quilômetros, o Cânion Fortaleza faz parte do Parque Nacional da Serra Geral, na divisa entre Rio Grande do Sul e Santa Catarina, e é um dos principais atrativos da região de Cambará do Sul (RS). Com paredões de até 1.200 metros de altura que se assemelham a muralhas, o Fortaleza oferece aos visitantes trilhas, cachoeiras e um visual de tirar o fôlego.

Do centro de Cambará até o Fortaleza são apenas 23 quilômetros, mas é preciso ter paciência na parte não pavimentada da estrada ou o veículo utilizado pagará o preço da pressa. Nada a reclamar, uma vez que o objetivo desse passeio é justamente abandonar a correria do dia-a-dia e contemplar os cenários, fazer as refeições com mais calma e, quando o cansaço bater, dormir com o silêncio típico de uma cidade de 7.000 habitantes.

As imagens dão uma boa ideia da grandeza da região, mas ao vivo a coisa toda – belezas naturais, clima, restaurantes, pousadas, habitantes, etc – é bem diferente. O clima, aliás, é um capítulo à parte: na manhã de hoje, quando me animei a sair da cama (depois das 8h, já com sol alto), a temperatura era de 5°C. Frio de renguear cusco, paisano. E o inverno ainda nem chegou.

16 Comentários

Simplesmente espetacular…

Terei que conhecer este lugar ainda…subistes por onde para chegar a Cambará???

Abraço,

Ovelha

Fui pelo caminho mais curto, Ovelha: Porto Alegre -> Gravataí -> Taquara -> São Francisco de Paula -> Cambará do Sul. Só asfalto, com piso em boas condições (única ressalva para a ausência de acostamento na RS-020 entre Taquara e São Chico). O lugar vale a visita.

Abraço!

Espetáculo! Estivemos lá no ano passado (foi o local do encontro Natal da Lista Shadow), com um dia maravilhoso e visibilidade 100% dos canions. Um visual deslumbrante. A estrada para chegar ao canion Fortaleza é de terra com muitas pedras soltas, mas teve gente indo até de Shadow! Fui com a XT 600 e a Lika na garupa e ela adorou a experiência off-road.

Grande passeio. Recomendo.

muito bom
só faltou umas fotos da bike…
abraços

valeu pirex….esse lugar realmente é maravilho…..mas foi de coxinha meu? cade as fotos da moto na estrada? abçs

Fantástico o lugar e pouco divulgado. Valeu pelas lindas fotos.

Belas fotos Pirex, tiveste sorte, boa visibilidade. Estive lá tempos atrás, mas praticamente só havia neblina para ver … Nestas visitas aos canions sempre precisa-se contar com a boa vontade do tempo. Valeu !

KD:
Pois essa ida à Cambará foi justamente para gastar as diárias que eu havia pago para o Natal Shadow e não pude ir. A parte não pavimentada da estrada só demanda paciência, mas não exige uma bigtrail.

Matias:
Faltaram muitas fotos. Acabei selecionando só 8 e as experiências cinematográficas que eu queria fazer com o céu de lá durante a noite foram canceladas pelo frio. Deve ser culpa da idade.

Rudy:
E eu lá ando de coxa? 😀

Rômulo:
Talvez seja impressão minha, mas me parece que o Itaimbezinho leva todos os méritos da região (até a infraestrutura é superior). O julgamento eu deixo para quem quiser se manifestar, mas minha opinião é que o Fortaleza é mais bonito e a falta de infraestrutura é uma característica, não um problema.

Fernando:
O dia amanheceu com uma chuva fina e só quando chegamos lá no parque é que o sol deu as caras. Tive sorte. Ainda assim é difícil fotografar com a constante neblina, mas o resultado foi razoável e serve para motivar as pessoas a conhecerem a região.

Abraços!

Pirex sem dívida um local a ser visitado….

Me diz se conhece uma opção de ir pelo Litoral subir até os Canions e depois pegar um caminho até a Serra do Rio do Rastro para voltar para Curitiba, você conhece essa rota?

Abraço

Clayton

Clayton, o caminho para ir até o litoral e subir para os cânions foi o que publiquei no artigo Parque Nacional de Aparados da Serra (se vens de Curitiba, chegas em Praia Grande vindo por São João do Sul, SC). Dali para a SRR, com a moto adequada e muita disposição, é possível seguir para São José dos Ausentes, atravessar a serra e sair em São Joaquim (fiz isso em 2006 de carro) ou em Bom Jardim da Serra, já na beira da SRR (mais ou menos assim: http://goo.gl/maps/BENmb).

Abraço!

Blz Pirex, excelente!!!

Tá anotado para ser meu próximo passeio… minha idéia é descer de São Paulo pelo Litoral e até a Aparatos da Serra e voltar pelo Rio do Rastro… vai ser uma aventura que quero fazer mas não no inverno..rs..rs..rs..

Abraço e obrigado pelas dicas amigo

Att

Clayton

Certamente será um passeio muito bacana, Clayton. No inverno a coisa fica um pouco mais complicada, mas nada que um pouco de paciência e muita roupa não resolvam. Uma passagem minha pela Serra do Rio do Rastro está documentada em Serra aqui, serra lá.

Abraço!

Esse roteiro está nos planos. Ainda vou fazer, talvez na primavera. Por sinal, chove muito na primavera na região do cânion?

Renato, vale a pena visitar essa região. Não acredito que a primavera seja muito chuvosa ali, mas o que pode atrapalhar é a neblina: mesmo em dias de sol, às vezes a visibilidade fica prejudicada (como bem disse o Fernando nos comentários).

Abraço!

Grande Pirex.
No ano passado, no encontro Anual da Lista Shadow tive o prazer de conhecer essa maravilha da natureza. Foi um dos lugares mais bonitos que já visitei. Soma-se a isso o fato de que consegui conhecer minha V-Strom 650 num caminho really off-road. A danada aguentou bem e me deu uma boa experiência em andar em piso bem inadequado. Não deu tempo de ir a Itaimbezinho. Quem sabe numa próxima.
Em compensação, fui conhecer a Cachoeira dos Venâncios … que é espetacular. Recomendo!

É verdade, Urik: maravilha é a palavra certa.

Baita abraço!

Deixe um comentário

    REDES:  

  • rss
  • youtube
  •  
  • PESQUISAR NOS ARQUIVOS: