Rota 471


Rota: Porto Alegre / Encruzilhada do Sul / Canguçu / Pelotas / Porto Alegre

Distância percorrida: 630 km

Já fazia um bom tempo que eu estava adiando uma motocada pela RS-471 com o objetivo de registrar o trecho comprendido entre Encruzilhada do Sul (RS) e seu entroncamento com a BR-392 – em Canguçu (RS) – para colaborar com o Projeto TrackSource (apenas o segmento entre Pantano e Encruzilhada aparece no mapa e como um rascunho). Ontem, finalmente, a motocada foi realizada: foram 630 km percorridos em pouco menos de 8 horas (6h48min rodando e 1h07min parado, para ser mais exato) sempre em estradas pavimentadas.

Pantano Grande/Encruzilhada do Sul

O trecho da RS-471 entre Pantano e Encruzilhada adiantou a regra do próximo (entre Encruzilhada e Canguçu): bom asfalto, raros postos de gasolina, pouquíssimo trânsito e belas paisagens. Apesar do sobe e desce de alguns trechos, na maior parte do tempo é possível enxergar até onde a vista alcança.

RS-471

Vista do belvedere da RS-471

Parada para um pastel na Lancheria Canto Doce

Igreja de Encruzilhada do Sul (RS)

Encruzilhada do Sul/Canguçu

Praticamente sozinho na estrada – como no trecho anterior -, segui torcendo que o sol continuasse a esquentar a tarde fria de sábado; vez ou outra as nuvens cobriam o astro-rei, mas na maior parte do tempo rodei com uma temperatura agradável (o termômetro da moto marcava em torno de 18 graus). A BR-392, apesar de um remendo aqui e outro acolá, está em boas condições entre a alça de acesso da RS-471 e o trevo da BR-116 em Pelotas.

Viaduto sobre Arroio da Miséria - RS-471

Ponte sobre o Rio Camaquã - RS-471

Painel em Canguçu (RS)

Canguçu/Porto Alegre

A BR-116 entre Pelotas e Porto Alegre continua a mesma de sempre: trânsito intenso de caminhões (em função do Porto de Rio Grande), asfalto em boas condições e pouco para ver às suas margens – exceto pelo Rio Camaquã que, diferentemente do que vi na última vez que passei por ali, estava cheio e não exibia o seu leito como aparece na última foto. A novidade desta minha passagem pela BR-116 é que, felizmente, não fui convidado a conhecer o acostamento como na volta de Pelotas em maio deste ano e de São Lourenço em março do 2008.

Ponte sobre o Rio Camaquã - BR-116

Ponte sobre o Rio Camaquã - BR-116

8 Comentários

Isso sim é que são fotos!!!

EL GDM

Fala Pirex ! Acabaste mesmo fazendo a rota da 471 🙂

Belas fotos, o asfalto está um tapete !

Adiamos mais uma vez nossa motocada juntos, acabei indo até SM, estava ótimo também, mas esta se aproximando a oportunidade 🙂

Abraço e boa semana !

GDM:
Gracias, paisano… São as belezas do Rio Grande!

Roger:
Eu vi as fotos da festa em Santa Maria da Boca do Monte 😀 Esse povo quando se junta é uma alegria só. Não pude participar desta vez, mas em breve vou comparecer.

Abraços!

Por um acaso vcs não pararam, antes de chegar em canguçu, no posto Caxias para almoçar?

Allende, eu estava sozinho e almocei um pastel no “Restaurante e lancheria Cantinho Doce” (em Encruzilhada do Sul) que aparece na terceira foto. Quando cheguei em Canguçu abasteci no posto Ipiranga da avenida principal.

Abraço!

E pegou um diazinho ruim pra viajar… bem fraco o sol! rs

Cara, a composição das suas fotos estão cada vez mais interessantes. Parabéns

Valeu……..obrigado pelo convite…rsrsrsr
Um abraço….

Neto:
Realmente o dia estava espetacular (depois de um inverno de tempo fechado aqui no RS, já estava mais que na hora do sol dar as caras). Eu sempre tento compor uma imagem interessante, mas às vezes – como no caso do campo aberto -, não sei como resolver.

Édson:
Eu sabia que estavas de plantão, companheiro… Mas a estrada é das tuas: retões sem trânsito algum. Sou parceiro para rodar por ali novamente quando quiseres.

Abraços!

Deixe um comentário

    REDES:  

  • rss
  • youtube
  •  
  • PESQUISAR NOS ARQUIVOS: