Serra gaúcha: curvas, chão batido e sol na moleira


Rota: Porto Alegre / Nova Petrópolis / Gramado / Taquara / Novo Hamburgo / Porto Alegre

Distância percorrida: 280 km

Depois de várias semanas escondido, o astro rei resolveu dar as caras aqui no Rio Grande do Sul: desde o último domingo não chove por estas bandas e na tarde de ontem resolvemos colocar as crianças na estrada para o que deverá ser a última motocada de 2009.

Já na saída, o calor me fez lembrar que estamos a dois dias do verão e que os equipamentos imprescindíveis (botas, luvas e jaqueta) ficam cada vez mais difíceis de serem usados; com ou sem eles, é preciso que haja atenção quanto à hidratação e o uso de protetor solar é recomendável. Se na BR-116 entre Porto Alegre e Novo Hamburgo – a partir de onde a natureza substitui a densa urbanização da região metropolitana da capital – o calor é intenso, no segmento posterior o ar-condicionado natural mantém a temperatura em níveis aceitáveis (o termômetro da moto rondou os 35 graus durante a maior parte tarde).

Para minha surpresa, a BR-116 em Picada Café (RS) ainda está interrompida em função das últimas chuvas e utilizamos um trecho de chão batido com 1,5 km de extensão para contornar o desmoronamento. Quem deu a dica do desvio foi o frentista de um posto de gasolina, que completou a frase com um “cuidado, tem caído muita moto”. Quando saí do posto, não acreditei que um trecho tão pequeno poderia oferecer algum risco, mas pode: as descidas em curva são íngremes e a inércia desconhece freios a disco, ABS, CBS ou qualquer outra traquitana tecnológica. É mandatório rodar devagar, quase parando.

Depois de algumas dezenas de quilômetros em transe, rodando devagar e aproveitando o visual da BR-116 e da RS-235, chegamos a Gramado: logo no pórtico de acesso, as ruas lotadas me lembraram que esta época do ano é altíssima temporada na região, o que sempre sugere cuidado redobrado. Depois de uma garrafa de água gelada, voltei ao transe na bela descida da RS-115 e pouco tempo depois já estávamos de volta à calorenta BR-116 para os quilômetros finais antes de casa.

Desvio em Picada Café

V-Strom voando baixo

RS-115 entre Gramado e Três Coroas - Foto 1

RS-115 entre Gramado e Três Coroas - Foto 2

Impossível atingir o limite de velocidade

8 Comentários

Grande Piréx.

Jóia as fotos. Nada como um dia ensolarado para a câmera digital mostrar todo o seu potencial.
Gostei do vídeo, ficou bem legal. Como você prendeu a câmera ?

Abração.
Pedro.

Que maravilha de visual, Piréx! Bela motocada, paisano. E diz aí como prendeste a câmara, porque eu não acredito que um sujeito consciente pilotaria nessa velocidade, em curvas, apenas com uma mão…

Eta coisa boa, por aqui tambem o sol deu as caras no final de semana e fiz um role com a CBzona pela Bandeirandes, com meu irmão e sua Bandit.
Mas nada comparado com a beleza desse Rio Grande.
Quase estive por ai nesse sabado, para buscar uma CB preta e Vermelha na Comoto de Novo Hamburgo…não deu tempo venderam num piscar de olhos com a “promoção” da Honda. Não consegui achar em lugar nenhum…será que acabou mesmo a era CB1300 no Brasil??
Grande abraço a todos e um 2010 com muitas motocadas…
wilson

Pedro:
É verdade: com a quantidade de luz disponível na tarde de sábado, foi só apertar o disparador e estava feita a foto. Via de regra, quem pilota a câmera é a patroa na garupa.

Diabolin:
Estás sugerindo em teu comentário que eu piloto como uma mão só? Além de não corresponder à verdade, isso configura infração de trânsito, coloca em risco piloto e garupa e não recomendo que ninguém faça. Eu não sou um exemplo de piloto? 😀

Wilson:
Além do Flavio, que deixou um comentário no artigo /honda-cb1000r-2010/, não sei de ninguém que tenha adquirido uma CB13 na promoção da Honda. Se não estás conseguindo achar uma nas concessionárias, acredito que todas as unidades do estoque tenham sido vendidas. Vamos aguardar para ver qual será o próximo passo da Honda Brasil.

Abraços!

Cara, qdo eu desci ano passado no motoshow eu passei por esse trecho… Esse aí deveria ser o santuário dos motociclistas… Só curva!

Belo post garoto!

Abraço

Verdade, Neto: assim como outros lugares desse Brasilzão, a Serra Gaúcha é um roteiro de peregrinação para motociclistas. De vez em quando é bom passar por ela novamente e curtir as suas curvas rodeadas de muito verde.

Aliás, quando quiseres aparecer, é só prender o grito: as porteiras estão sempre abertas aos amigos por aqui.

Grande abraço!

@Piréx
Bom, então a história só muda de endereço, porque no meu caso a “operadora de vídeo” é a patroa na garupa. Hehehehe

É isso aí, Pedro: as patroas comandam o registro das imagens.

Abraço!

Deixe um comentário

    REDES:  

  • rss
  • youtube
  •  
  • PESQUISAR NOS ARQUIVOS: