The Secret Spot


Rota: Porto Alegre / Osório / Tramandaí / Cidreira / Viamão / Porto Alegre

Distância percorrida: 300 km [tracklog]

Na gíria do surf, secret spot significa uma praia conhecida por poucos e de boas ondas. Como temos entre nós muitos surfistas que aposentaram as pranchas mas não perderam os velhos hábitos, não foi estranho quando um camarada se saiu com essa outro dia:

– Descobri um secret spot em Nova Tramandaí!

Neste final de semana, depois de muita propaganda do lugar, resolvi rodar os 120 km que separam Porto Alegre (RS) do tal secret spot para me divertir na faixa de areia que fica entre a RS-786 e as lagoas da Custódia e do Gentil, passando à margem do parque eólico de Tramandaí.

Apesar de não ser nada secret (ao nosso redor, caminhonetes, jipes, quadriciclos e motos de trilha dividiam os muitos caminhos), o spot merece os elogios que recebeu e é diversão pura. Vale a pena tanto como um passeio quanto como um treino de pilotagem off-road – mas é preciso tomar cuidado com a autoconfiança, que cresce à medida em que o piloto roda no piso instável e trai quem se esquece de respeitar a areia solta.

11 Comentários

Seus GS (Garotos Sulistas),

nem convidaram o velho, mas pelo mapa acho o lugar…

Faltou o filme….ou seria trailer???

Mas acho que entrou areia no negócio…vou ver se compro aquela XL, ou um outro rodado pra genérica…

Parabéns…

Ovelha

Menção honrosa ao motociclista Pirex

Caraca Piréx, esses pneus do seu amigo parece ser bem melhores para o off-road hein! Qual o modelo, sabe dizer?

Muito bacana o passeio! Será que algum dia vou conseguir descer ai pra fazer um passeio desses? hehehe

T+

Menção honrosa ao Pirex que foi lá conhecer o “secret spot” com pneus slick e mostrou que não precisa ir com pneu off road.

Claro que a diversão é maior se for com pneus off road, mas vale a visita ao lugar.

E valeu pelo registro em vídeo. Mais um vez temos lembranças das andanças de moto.

Porque ouvir histórias de surf da década de 70 sem video ou foto é complicado heheehhe né ?!??!

Pirex..show de bola..grande motocada..super filmagem e fotos.
padrão pirex.
abs
wilson

Eu não entendi uma coisa:

Autoconfiança é quando o cara anda na areia com os pés fora dos estribos, tentando se equilibrar ou preparando a queda?

Muy legal a filmagem, não vi o diabolin na sua Teneré…

EL G

Ovelha:
Ninguém me convidou também, mas fui assim mesmo (depois da propaganda) e quase fiquei para filar a boia. Quem mandou alardear o lugar?

Daniel:
O pneu da moto do Tara é um Mitas E-07, bem mais adequado ao off-road. Como uso a moto no dia-a-dia, ele não é o mais indicado – mas na hora de brincar na areia ele faz muita diferença. Quando vieres para cá, vamos selecionar os lugares a dedo para a diversão. Por enquanto sigo mapeando os melhores.

Tara:
Daqui a 30 anos é que esses registros vão valer ouro.

Wilson:
Sou um motoqueiro filmando e editando (e não o contrário, o que geraria vídeos bem melhores), mas dá para o gasto. É trabalhoso, mas vale a pena registrar esses momentos.

GDM:
Os pés para fora indicam o modo de segurança ativado. É a última etapa antes da autoconfiança passar uma rasteira no piloto. Apesar de ter sido convidado, o KD não quis comparecer ao evento (acho que ele seleciona bem as companhias).

Abraços!

ahe pirex, XDB! melhor post off-road que já vi no seu “brogui”

Muito legal, pilotagem na ponta dos dedos e dos pés para não tomar susto hehe. Me explica uma coisa, já notei isto em outras motocicletas BMW: A luz de freio fica “piscando”, isto é o anti-bloqueio atuando?

Rudy:
Publicar artigos e vídeos (ou qualquer outra coisa, imagino) é um voo cego sem o retorno de quem lê. Valeu pela dica.

Pardal:
Pilotar de pé nas pedaleiras é o melhor jeito por muitos motivos (é mais divertido, a visão alcança mais longe, a projeção do corpo sobre a roda dianteira melhora o comportamento da moto no piso instável, etc), mas com os pneus que estão na minha moto – e principalmente no estado em que eles estão – é preciso baixar o centro de gravidade para ficar mais equilibrado. As pernas fazem muita diferença nesse momento e mesmo o Tara, com pneus 50/50, de vez em quando precisava fazer isso. Sobre a luz de freio, existem alguns modelos que podem ser configurados para piscar (para chamar a atenção dos motoristas: pisca 5 vezes e depois fica acesa, por exemplo), mas no caso da F800GS, até onde sei, aparece piscando no vídeo por que a energia é enviada em pulsos para os leds e a câmera, ao contrário do nosso olho, consegue registrar o momento em que a energia é interrompida.

Abraços!

“…aparece piscando no vídeo por que a energia é enviada em pulsos para os leds e a câmera, ao contrário do nosso olho, consegue registrar o momento em que a energia é interrompida.”. Caramba, verdade, nem passou pela minha cabeça isso. hehe Valeu e Abraços também!

Deixe um comentário

    REDES:  

  • rss
  • youtube
  •  
  • PESQUISAR NOS ARQUIVOS: