Tornado de sapato novo


Já fazia um bom tempo que eu vinha observando a roda traseira da Tornado perdendo a tração em algumas situações e no final de semana passado, durante a motocada pela Barrocada (onde encontramos trechos com muita areia solta), final e tardiamente decidi que o pneu traseiro deveria ser substituído.

Antes de bater o martelo, saí pesquisando as alternativas possíveis e descobri que são muitas – Levorin, Michelin, Pirelli, Rinaldi, Mitas, Magion, Bridgestone -, bem como os preços praticados (entre R$ 130 e R$ 300). Para ajudar na decisão, li as opiniões dos proprietários e, provavelmente por conta do uso e do custo/benefício, encontrei opiniões divergentes, o que acabou por me deixar mais indeciso ainda.

Na minha pesquisa, considerei apenas os pneus de uso misto: como costumo utilizar a Tornado nas estradas de chão batido, o pneu de rua seria um problema principalmente na areia solta e o com cravos, por outro lado, não seria adequado para o uso urbano e nas estradas pavimentadas que eventualmente percorro.

Por fim, depois da avalanche de informações, acabei escolhendo o Metzeler Enduro 3, pneu que equipava originalmente a Honda Tornado e me pareceu bastante bom, apesar de eu tê-lo utilizado somente no fim da vida (a duração foi razoável: 10 mil quilômetros). O valor não foi dos mais baratos – R$ 309, instalado na concessionária -, mas com um pneu liso a brincadeira no chão batido fica menos divertida.

7 Comentários

Bueno, sapato novo, chuva a vontade hoje, certamente terás bastante “barro” onde motocar na próxima semana ! hehe.

Forte abraço !

Pois é, Roger… São Pedro mandou ver na água. E na verdade está me faltando uma motocada embarrada: o barro está aí, agora falta o alvará da dona da pensão.

Baita abraço!

Estou na pesquisa de modelos para trocar os pisantes da XT e passei por aqui pra ver se tinha alguma indicação de lugar em POA. Vi que você passou pela pesquisa de modelos para a Tornado e, como encontrei um site interessante, compartilho a novidade. Abraço
http://www.pneus-online.pt/

E é permitido comprar lá, Henrique? Se não estou enganado, para importar pneus é preciso ter autorização do IBAMA… Não é essa a legislação vigente?

Abraço!

A idéia não era importar mas usar como uma fonte de consulta.
Quanto à legislação, o Conama (Conselho Nacional do Meio Ambiente) aprovou, em setembro de 2009 e publicou no dia 1o de outubro no Diário Oficial da União, texto de Resolução nº 416/09 substitutivo da Resolução Conama nº 258/99 e nº 301/02, que disciplina a obrigação de destinação ambientalmente adequada de pneus inservíveis pelas empresas fabricantes e importadoras de pneus.
De acordo com o novo texto, “para cada pneu novo comercializado para o mercado de reposição, as empresas fabricantes ou importadoras deverão dar destinação adequada a um pneu inservível”, excluindo-se dessa obrigação, os reformadores, pois estes já desenvolvem atividades que contribuem para a preservação ambiental, tendo em vista que promovem a extensão da vida útil de pneus usados.
Maiores detalhes no site http://www.abr.org.br/Revistas/revista_65cona.html

Em outras palavras, não e proibido importar pneus, mas o importador precisa seguir várias regras, desde inscrição no IBAMA até comprovação que a destinação dos usados está de acordo com o Plano de Gerenciamento de Resíduos qu o importador precisa aprovar previamente junto ao IBAMA.
Não é coisa para simples usuários finais.

Exato. Estamos limitados ao que temos por estas bandas mesmo.

Abraço!

Deixe um comentário

    REDES:  

  • rss
  • youtube
  •  
  • PESQUISAR NOS ARQUIVOS: